Blog do André Rocha

Cruzeiro, o estreante mais consistente da quarta-feira de futebol precoce

André Rocha

Foram 14 dias de preparação do Cruzeiro para a estreia oficial no estadual contra o Tupi no Mineirão. Não se faz futebol com qualidade em duas semanas.

Mas pela base já montada e a essência do modelo de jogo já assimilada, o time de Mano Menezes conseguiu apresentar um rascunho de futebol mais interessante. Mesmo com o encaixe de Fred que já mudou toda a dinâmica do ataque em sua reestreia que atraiu mais de 40 mil cruzeirenses.

Com o camisa nove no centro de ataque, alguns movimentos mudaram. Como Rafinha jogando aberto pela direita e contando com o apoio por dentro de Lucas Romero, improvisado na lateral direita enquanto Edilson não estreia. Mais o suporte de Robinho no 4-3-3/4-1-4-1 como o desenho tático.

Do lado oposto, o inverso: De Arrascaeta buscando as diagonais se juntando a Fred e Egídio descendo quase colado à linha da lateral para espaçar a marcação adversária. Ariel Cabral dando opção de passes. Sempre em triangulações pelos lados e o centroavante fazendo o trabalho de pivô. Ocupação inteligente do campo de ataque e volume de jogo sem dar muitas chances aos contragolpes do adversário.

Fred desperdiçou algumas chances, mas teve movimentação até interessante para uma estreia. Atraiu marcação e foi um facilitador. Tabelou com Rafinha, que serviu Robinho no primeiro gol em bela jogada coletiva. Depois o próprio Rafinha completou de letra assistência de Henrique. Dois a zero, jogo resolvido.

A chance de Mano mandar a campo Thiago Neves e Rafael Sóbis, além de estrear Bruno Silva, que apoiou bem aberto pela direita e descansou um pouco Lucas Romero. Rodar o elenco será fundamental para dar minutos e descanso a todos em um calendário inchado.

Se a garotada do Flamengo fez bonito nos 2 a 0 em Volta Redonda e o Santos teve o placar mais dilatado nos 3 a 0 fora de casa sobre o Linense, o desempenho do Cruzeiro foi o mais consistente entre os grandes clubes na quarta-feira de futebol precoce no Brasil.