PUBLICIDADE
Topo

7 a 1 em Orlando. Mas o Haiti é aqui

André Rocha

08/06/2016 22h41

Quando Coutinho achou espaços entre as linhas adiantadas do Haiti, cortou para dentro e abriu o placar, todo o resto virou consequência no Citrus Bowl.

Ritmo de treino porque o adversário tentou compactar os setores, mas cometendo o pecado mortal de não fazer pressão no homem da bola.

E aí todos deitaram e rolaram. Mais dois de Coutinho, dois de Renato Augusto, um de Lucas Lima e outro de Gabriel, que entraram no segundo tempo junto com Walace, o provável substituto do suspenso Casemiro. Impossível notar qualquer evolução.

O tento único do Haiti só serviu para construir a fina ironia. O veículo e sua voz oficial que sempre procuram brechas para vender o ufanismo como produto tentaram criar um clima de empolgação. Só faltou dizer "Estamos vingados!"

Mas só geraram uma conclusão depois do 7 a 1 confirmado em Orlando: o Haiti é aqui.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.