PUBLICIDADE
Topo

Brasileiro volta à sua programação normal

André Rocha

08/11/2017 23h53

O Corinthians venceu sendo pressionado e com menos posse que o Atlético Paranaense na Arena da Baixada: apenas 38%. Finalizou seis vezes contra 15 do time mandante. Walter pegou pênalti cobrado por Nikão, saiu lesionado e os visitantes terminaram com o terceiro goleiro, Caíque. Mas foi às redes com o heroi improvável Giovanni Augusto, que entrara na vaga de Clayson, que virou titular exatamente por salvar a equipe com gols entrando no segundo tempo.

Volta a disparar na liderança porque o Palmeiras penou diante do Vitória com a insistência de Alberto Valentim com a última linha de defesa avançada contra um ataque veloz e que aproveita os espaços às costas da retaguarda. 3 a 1 no Barradão. Dois de Yago Costa, um de Tréllez. De tanto dizer que o foco era o G-4…

O Santos de Elano segue aleatório como o de Levir Culpi. Mesmo com um pouco mais de cuidado com a posse de bola com Renato à frente da defesa, ainda depende muito das defesas de Vanderlei e dos lampejos na frente. Na quinta assistência de Lucas Lima, o oitavo gol de Ricardo Oliveira. Mas depois vieram os espaços entre os setores, o cansaço e a virada do Vasco de Zé Ricardo, no chutaço de Evander e na bela cobrança de falta de Nenê.

A vice-liderança volta a cair no colo do Grêmio temporariamente mais focado no Brasileiro, embora com a equipe muito mexida. No gol de Ramiro, a vitória em Campinas sobre a Ponte Preta. Oito pontos atrás do líder, mas ainda priorizando outro torneio, a final da Libertadores contra o Lanús.

O time de Fabio Carille volta a criar gordura no topo da tabela, concorrentes vacilando e o Grêmio, quase sem querer, como o anti-Corinthians. O Brasileiro volta à programação normal no pelotão da frente. Mas agora, faltando apenas cinco rodadas, a "grade" não deve mudar muito até o final.

(Estatisticas: Footstats)

 

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.