Topo
Blog do André Rocha

Blog do André Rocha

Categorias

Histórico

Liverpool elimina Bayern e garante metade inglesa nas quartas da Champions

André Rocha

2013-03-20T19:18:55

13/03/2019 18h55

Bayern de Munique, Barcelona e Real Madrid conquistaram as últimas seis edições da Liga dos Campeões. Oito das últimas dez. Com isso se transformaram nos times dominantes, relegando os ingleses da liga mais competitiva do planeta a um papel secundário. O último título foi do Chelsea, mas reconhecidamente longe de ser o melhor time da Europa em 2012.

Agora dos gigantes só restou o Barcelona, que goleou o Lyon por 5 a 1 no Camp Nou, e temos quatro ingleses entre os oitos classificados. Metade. Não acontecia desde 2008/09. Os dois de Manchester, Tottenham e o Liverpool, que eliminou os bávaros na Allianz Arena. Perdendo o capitão Henderson ainda no primeiro tempo – entrou Fabinho.

Mas mantendo um meio-campo mais "duro" com Wijnaldum e Milner para liberar o trio ofensivo. No início com Salah pela esquerda e Mané do lado oposto, depois promovendo intensa movimentação. Roberto Firmino circulando por todo ataque e recuando para ajudar na articulação das jogadas.

O Bayern tentou se impor em seus domínios depois de cumprir boa atuação em Anfield, mas, ainda com alguma renovação, dá impressão de desgaste. Também pela falta de concorrência no país. Mesmo em uma temporada irregular já recuperou a liderança da Bundesliga. No mais alto nível, porém, segue faltando alguma coisa.

Nas oitavas um pouco mais de contundência na frente e solidez atrás, além de um elenco mais equilibrado. Kimmich não jogou e o substituto, Rafinha, falhou feio no gol de Mané. Belo toque do camisa dez, mas vacilo do lateral brasileiro. Do outro lado, Robertson também errou deixando Gnabry infiltrar nas costas do lateral escocês e cruzar para Matip evitar o gol de Lewandowski, mas empurrar para as redes de Alisson.

Seu companheiro de zaga compensou com incrível impulsão para marcar o gol que encaminhou a classificação. Mas Van Dijk não se limitou à eficiência do ataque e foi preciso atrás. Niko Kovac tentou acelerar e entregar mais vigor físico com Coman e Renato Sánchez, mas a queda anímica depois do segundo gol foi grande. Também deixou a impressão de que falta intensidade ao meio-campo com Javi Martínez, Thiago Alcântara e James Rodríguez.

No contragolpe letal, passe de três dedos de Salah e mais um de Mané. Na oitava finalização dos visitantes contra três. Seis a um no alvo. 3 a 1 no placar com autoridade, mesmo com apenas 41% de posse. Para confirmar a incrível capacidade competitiva dos Reds. E subvertendo a campanha da temporada passada, quando massacrava em casa e sofria fora.

Quatro ingleses, um italiano, um português, um holandês e desta vez apenas um espanhol. Será o início de uma nova era ou apenas um ponto de inflexão do Real Madrid? Seja como for os duelos prometem. O que seria mais emocionante? Dois clássicos ingleses garantindo uma dupla nas semifinais ou os quatro espalhados para tentar assegurar a final inglesa repetindo 2008?

Em qualquer cenário, o Liverpool vai dar trabalho. Porque a vitória em Munique é daquelas que dão moral para qualquer time. Basta lembrar que desde a conquista dos alemães em 2013, com a exceção do Atlético de Madri em 2016, quem superou o Bayern terminou campeão. Será desta vez também?

(Estatísticas: UEFA)

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Mais Blog do André Rocha