Topo
Blog do André Rocha

Blog do André Rocha

Categorias

Histórico

Regulamento bizarro impede que Valentim esteja a um jogo de repetir Abel

André Rocha

2029-03-20T19:07:58

29/03/2019 07h58

Foto: Vitor Silva/SSPress

O Vasco venceu o Bangu por 1 a 0 e está na final da Taça Rio. Por ter vencido a Taça Guanabara, deveria estar a um jogo do título estadual. Foi assim tantas vezes na história do Campeonato Carioca, mas um regulamento esdrúxulo obriga a disputar ainda uma fase semifinal.

Ao menos garante o time cruzmaltino na decisão do campeonato caso vença o Flamengo na final do segundo turno. Deixa, porém, os rubro-negros na situação inusitada de poder escolher o adversário: se ganhar a Taça Rio enfrenta o Fluminense, mas caso seja derrotado elimina o tricolor, que tem a quarta melhor campanha, e encara o Bangu.

Abel Braga sofreu uma arritmia cardíaca no Fla-Flu da quarta-feira, vai passar por procedimento cirúrgico e não estará no Maracanã domingo. O treinador é o último bicampeão carioca, em 2004/05. Por dois clubes diferentes, Flamengo e Fluminense. Feito que pode ser repetido por Alberto Valentim, vencedor no ano passado com o Botafogo. Sem conquistar nenhum turno. Agora corre o risco de ficar sem o título mesmo se ganhar os dois.

O último a passar por esta situação foi Joel Santana, no Botafogo em 1997. Conquistou a Taça GB com 11 vitórias, depois a Taça Rio. Mas havia um terceiro turno a disputar e o Vasco foi o campeão, forçando uma decisão. No primeiro jogo, vitória cruzmaltina por 1 a 0, com a famosa "reboladinha" de Edmundo na frente do zagueiro Gonçalves. Na segunda partida, a "vingança" alvinegra com gol de Dimba fazendo justiça ao melhor time da competição.

Agora o Flamengo de Abel é que tem a melhor campanha geral. Caso seja derrotado no domingo evita novos duelos com o Fluminense depois de confrontos tensos e intensos. Se poupar titulares pensando no jogo contra o Peñarol pela Libertadores e perder para o Vasco, os tricolores vão reclamar por se sentirem prejudicados.

No fundo ninguém pode ser beneficiado pela fórmula bizarra de uma competição já sem grandes atrativos além da rivalidade histórica e de curiosidades como a que envolve os dois treinadores finalistas do segundo turno.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Mais Blog do André Rocha