Topo
Blog do André Rocha

Blog do André Rocha

Categorias

Histórico

Grêmio focado só engrandece o Brasileiro

André Rocha

22/09/2019 07h50

Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Grêmio é tão "viciado" em mata-mata que já chegou a poupar titulares na fase de grupos da Libertadores, disputada por pontos corridos, para jogar uma etapa eliminatória do estadual. Questão de cultura do clube "copero y peleador". Maior ídolo do tricolor gaúcho, Renato Gaúcho assume esse perfil sem maiores traumas e a torcida apoia incondicionalmente.

Mas com as semifinais da Libertadores apenas em outubro, a eliminação traumática da Copa do Brasil nos pênaltis para o Athletico depois de abrir 2 a 0 em casa e perdendo a chance de fazer uma final histórica com o rival Internacional, Renato sabe que precisa dar atenção ao Brasileiro. Também para enfrentar com moral no torneio continental o Flamengo, líder do campeonato nacional e empilhando sete vitórias seguidas.

O Grêmio emendou três desde o duro revés na Arena da Baixada: 4 a 1 no Cruzeiro no Independência, 3 a 0 no Goiás em casa e sobre o Santos, na Vila Belmiro. Dez gols marcados, um sofrido e desempenho para resgatar a questão: que time joga o melhor futebol do país? O estelar rubro-negro que conseguiu encaixe rápido com Jorge Jesus ou o do trabalho longo, assimilado, que troca peças e mantém a ideia de ter a bola e atacar dentro ou fora de casa?

Em Belo Horizonte e na casa do alvinegro praiano, o time gaúcho também mostrou versatilidade para atrair os times de Rogerio Ceni e Jorge Sampaoli, não controlar a posse de bola e finalizar menos, mas ser letal em rápidas transições ofensivas. Sofrendo um pouco na defesa sem Leonardo Gomes e, principalmente, Pedro Geromel, ambos lesionados. Mas desequilibrando na frente com Everton Cebolinha.

Contando novamente com Luan para tentar repor outra ausência importante, também por contusão: Jean Pyerre, que rearrumou com Matheus Henrique o meio-campo órfão de Arthur. Mais uma mudança no ataque, mas esta por opção de Renato: sai André, entra Diego Tardelli. Com mobilidade e inteligência para abrir espaços e tornar o ataque menos previsível. Potencializando Everton, mas também Alisson, o ponta pela direita que circula e também busca as infiltrações em diagonal no imutável 4-2-3-1 gremista.

Mudam as peças e até a proposta de jogo, mas não a impressão de que o Grêmio pode vencer qualquer time em qualquer estádio do país. Contanto que tenha foco. A atenção dada aos pontos corridos deve durar mais uma rodada: na quinta enfrenta o Avaí na Arena em Porto Alegre. Contra o Fluminense, domingo no Maracanã, Renato deve colocar os reservas já pensando no primeiro duelo com o Flamengo no dia 2. Depois é incógnita, porque serão dois jogos por semana no Brasileiro até a volta, dia 23 no Maracanã.

A única certeza é de que quando o Grêmio se volta para os pontos corridos, mesmo de "rabo de olho", o nível sobe muito. Só engrandece a Série A. Desfrutemos, então.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Mais Blog do André Rocha