Topo
Blog do André Rocha

Blog do André Rocha

Categorias

Histórico

Tailson é o raio que caiu de novo na Vila! Santos é mais Santos com a base

André Rocha

10/10/2019 07h56

Foto: Ivan Storti / Santos

O Santos vinha de uma vitória por 2 a 0 um tanto protocolar na Vila Belmiro sobre o CSA. Mas fundamental para encerrar a série de quatro partidas sem triunfos desde o 1 a 0 sobre a Chapecoense na 17ª rodada. As críticas ao desempenho, porém, seguiam fortes.

Questionado sobre não utilizar os jovens oriundos das divisões de base, Jorge Sampaoli não se sentia seguro para lançar entre os profissionais por não ter nenhum se destacando. O momento era ainda menos propício, por conta do ambiente de pressão. Mas o DNA santista e o destino se cruzaram no último treino antes do jogo contra o Vasco.

Derlis González se lesionou e  Tailson, 20 anos, que treinava no campo ao lado, foi chamado para participar. Acabou relacionado e lançado entre os titulares, com Marinho no banco. O jovem atacante que por pouco foi parar no Barcelona e tem multa rescisória de 445 milhões de reais mostrou personalidade e, com uma bela finalização de trivela, marcou o gol único do jogo em São Januário.

Mesmo com a estreia iluminada, Tailson poderia voltar à reserva no clássico com o Palmeiras na Vila Belmiro valendo a vice-liderança do Brasileiro. Mas o calendário bizarro do futebol brasileiro acabou ajudando e, com as ausências de Derlis e também Soteldo, a serviço de Paraguai e Venezuela respectivamente, o camisa 39 foi mantido pelo treinador argentino.

Nos 2 a 0 impostos com autoridade e definidos em 16 minutos, Tailson não foi às redes. Gustavo Henrique e Marinho venceram o goleiro Jailson, mas o ponteiro, desta vez pela esquerda na função de Soteldo no 4-3-3, ganhou com sobras o duelo com Marcos Rocha. Com direito a dribles desconcertantes e sendo muitas vezes a referência de velocidade. Ora buscando o fundo, ora cortando para dentro e tentando a finalização. Correu tanto que saiu exaurido aos 34 do segundo tempo para  a entrada de Lucas Venuto.

Depois de entregar cinco dribles certos, acertar um cruzamento em duas tentativas, uma finalização no alvo e 16 passes bem sucedidos. Na estreia foi melhor nas finalizações – duas no alvo – e menos efetivo nos dribles: apenas dois completados. A tendência é evoluir. E ser titular novamente contra o Internacional em crise no Beira-Rio. Na volta de Derlis e Soteldo, Sampaoli terá o dito "bom problema" para resolver.

Tailson não é Neymar, nem Robinho. Mas adicionou o frescor e a ousadia que fazem tão bem ao alvinegro praiano. O raio caiu mais uma vez na Vila! O Santos sempre é mais Santos quando usa a base.

(Estatísticas: Footstats)

 

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Mais Blog do André Rocha