Topo

Histórico

Categorias

As contas para o Flamengo decidir a Libertadores já como campeão brasileiro

André Rocha

24/10/2019 17h17

O Flamengo decide a Libertadores com o River Plate no dia 23 de novembro. Com isso, o clássico com o Vasco marcado para o dia 24 deve ser antecipado para o dia 13 ou 14, meio de semana sem rodada do Brasileiro.

Ou seja, o time rubro-negro fará sete partidas pela competição nacional antes de viajar a Santiago: CSA, Corinthians e Bahia em casa, Goiás e Grêmio fora e os clássicos contra Botafogo (inicialmente marcado para o Engenhão) e Vasco – mando do Flamengo. Se mantiver os 79% de aproveitamento, o Flamengo conquistaria 17 desses 21 pontos possíveis em um arredondamento. Ou seja, cinco vitórias e dois empates. Somados aos 64 alcançariam 81 pontos.

Como o Palmeiras disputará normalmente a 34ª rodada, encarando o Grêmio em casa no dia 24, teria apenas seis partidas até o rival carioca disputar a decisão sul-americana: Avaí, Vasco e Bahia fora, Ceará em casa e os clássicos contra São Paulo e Corinthians, ambos com mando do atual campeão brasileiro. Se mantiver os 66,7% de aproveitamento, o Palmeiras somaria 12 dos 18 pontos disputados aos 54 que tem hoje. Quatro vitórias e duas derrotas ou três vitórias e três empates. Chegaria aos 66 pontos.

Com 51 pontos e 63% de aproveitamento, o Santos, terceiro colocado, somaria 11 dos 18 pontos contra Bahia, Botafogo e São Paulo em casa e Corinthians, Avaí e Goiás como visitante. Três vitórias, dois empate, uma derrota. Chegaria aos 62 pontos.

Neste cenário o Flamengo colocaria quinze pontos de diferença sobre o segundo colocado faltando cinco partidas para o Palmeiras. Com seis vitórias a mais – hoje tem cinco e, no mínimo, mais uma na projeção.  Ou seja, o Flamengo partiria para o Chile matematicamente como campeão brasileiro.

Basta seguir o fluxo de aproveitamento dos pontos. Matemática simples que pode se transferir para o campo. E a tendência aponta justamente um viés de alta, pela confiança por conta da classificação para a final da Libertadores e quase trinta dias de concentração absoluta na competição nacional, além do elenco mais completo com os retornos de Diego, Rafinha e De Arrascaeta. Sem contar os cinco jogos no Rio de Janeiro – com Jesus, o Flamengo conquistou 93% dos pontos – nove vitórias e o empate com o São Paulo.

Em paralelo, os concorrentes podem diminuir o aproveitamento diante da dificuldade para alcançar o líder e uma margem relativamente confortável em relação ao São Paulo, quarto colocado, com 46 pontos e ao Corinthians, quinto, com 44 pontos.

Se mantiver o desempenho, o Flamengo pode garantir a taça na 33ª rodada. Justamente contra o Grêmio, em Porto Alegre. Para ganhar seis dias de trabalho até encarar o River Plate e tentar reconquistar a América. Sonho possível, meta viável.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Blog do André Rocha