PUBLICIDADE
Topo

700 jogos pelo Barça é feito raro, mas difícil mesmo é jogar um como Messi

André Rocha

27/11/2019 19h24

Ernesto Valverde deveria pagar parte de seu salário como treinador do Barcelona para Lionel Messi. Porque depender de um dos maiores de todos os tempos é natural. Mas hoje o time catalão só existe como equipe se o gênio argentino estiver em campo.

Em um grupo de Liga dos Campeões que poderia se apresentar complicadíssimo, com Internazionale e Borussia Dortmund, ele descomplica tudo com uma naturalidade surreal. Nos 3 a 1 sobre os alemães no Camp Nou, um gol, assistências para Suárez e Griezmann e um repertório que parece ilimitado de dribles, passes e finalizações. Uma cobrança de falta no travessão de "bonus".

O Dortmund contribuiu deixando muitos espaços entre os setores e Witzel com baixa intensidade para a missão de negar as brechas que Messi usa para pulverizar os adversários. Centralizado ou partindo da direita para dentro. E aí é covardia. Para o espetáculo, o time alemão contribuiu com um golaço de Jason Sancho completando assistência de Brandt. O ponteiro inglês ainda carimbaria o travessão de Ter Stegen nos minutos finais.

Messi novamente foi a diferença. Em sua 700ª partida com a camisa blaugrana. Agora só ficando atrás de Xavi Hernández, com 767. Sem dúvida, uma grande marca. Rara. Ainda mais se considerarmos os 613 gols e as 237 assistências. Média de participação em 1,21 gol por jogo. Coisa de extraterrestre.

Mais difícil, porém, é fazer um jogo como Messi. Cada vez mais transformando simplicidade em arte.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.