PUBLICIDADE
Topo

Flamengo mira Taça Rio para ganhar "pré-temporada" em abril

André Rocha

28/02/2020 15h03

Foto: Divulgação / Flamengo

O novo calendário nacional, com a inclusão da Supercopa do Brasil, e o feito inédito de vencer Libertadores e Brasileiro por pontos corridos no mesmo ano fizeram o Flamengo queimar etapas de preparação em 2020.

A reapresentação transferida de 22 para 27 de janeiro e a colocação dos titulares em campo para enfrentar o Resende no Maracanã exatamente uma semana depois causaram espanto.

O planejamento parecia de clube disputando pré-libertadores, mas com a agravante de voltar de férias bem depois por conta da participação no Mundial de Clubes.

Tudo pensado para deixar o time rapidamente em ritmo de competição no mais alto nível para encarar Athletico e Independiente del Valle.

Mas também ser forte no Carioca. Jorge Jesus segue tratando o estadual como um torneio para observar e dar minutos a reservas e jovens. Só que a constatação de que culturalmente o torneio tem valor para boa parte da torcida, por conta da rivalidade local, fez o treinador português mudar o plano original.

Agora a meta, tratada internamente, é vencer também o returno e terminar com a maior pontuação geral para evitar a final em dois jogos e ganhar tempo. Obviamente sem criar problemas na Libertadores. Até porque o objetivo é fazer a melhor campanha possível para decidir o mata-mata sempre no Maracanã – inclusive a final em jogo único que terá o estádio como sede nesta edição.

Nas primeiras três semanas de março, o Flamengo usará o time principal contra Junior  Barranquilla (4) e Independiente del Valle (19) fora de casa e Barcelona no Maracanã (11).

Um time "alternativo", com jovens e reservas, disputará as partidas contra Cabofriense (29 de fevereiro), Botafogo (7) , Portuguesa (15) e Bangu (22).

Depois da data FIFA, os titulares devem entrar em campo diante do Boavista em primeiro de abril. Última rodada da fase de grupos da Taça Rio.

E aí o Flamengo vai analisar as duas tabelas. Se estiver nas semifinais do returno, junto com a liderança geral, e com bons resultados no torneio continental, a idéia é dar um"sprint" final para resolver logo o Carioca até 12 de abril (semifinal no dia 4), mesmo com a viagem a Guayaquil para encarar o Barcelona no dia 7.

Porque o Flamengo teria apenas um jogo oficial na segunda quinzena de abril: dia 22, contra o Del Valle no Maracanã. Para fechar a fase de grupos no dia seis de maio contra o Júnior, também no Rio de Janeiro.

Neste período, Jorge Jesus teria o tempo que faltou em fevereiro para trabalhar o elenco. Uma "pré-temporada" visando Brasileiro, Copa do Brasil e o mata-mata da Libertadores.

Se conseguir este espaço no calendário, o Flamengo chegará inteiro e intenso para as principais competições do ano. Mais uma vantagem para o time que até aqui nada de braçadas no futebol brasileiro.

 

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.