PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Passeio do Leipzig é para tirar de vez o "Special" de Mourinho

André Rocha

10/03/2020 18h51

O Red Bull Leipzig não é um time qualquer e prova disputando a liderança da Bundesliga com Bayern de Munique e Borussia Dortmund, com o gigante bávaro só descolando no topo agora, também vivendo momento de alta na temporada.

O Tottenham também pode lamentar os desfalques importantes justamente em um mata-mata de Liga dos Campeões. E o vice-campeão da última edição já teve sérios problemas na fase de grupos, ainda sob o comando de Mauricio Pochettino, sendo surrado pelo próprio Bayern.

Mas os 4 a 0 no agregado, e da maneira como o time alemão dominou e amassou nos dois jogos, são para José Mourinho repensar tudo. Ou admitir que o ocaso na carreira em altíssimo nível por 17 anos chegou. Ao menos no patamar que alcançou um treinador que está na história do esporte e foi o melhor do planeta por alguns anos.

Porque a equipe do jovem Julian Nagelsmann finalizou 27 vezes e teve mais posse de bola nos 180 minutos de disputa nas oitavas de final do torneio continental. Atacou com Timo Werner, Sabitzer, Schick, Nkunku, mais Angelino pela esquerda. Volume de jogo e intensidade máxima, sem perder ritmo com as substituições e ainda fechar o confronto com gol de Forsberg, que saiu do banco para trabalhar mais a bola, sem necessariamente cadenciar.

Os Spurs pareciam jogar uma rotação abaixo e isso para um time de Premier League é bastante grave. Mourinho quer controlar os espaços, mas a dinâmica do jogo não é mais a mesma. Estacionar o ônibus é ser massacrado pelo perde-pressiona e por transições rápidas.

A proposta dominante não é mais a de Guardiola, com a posse de bola e jogo posicional para oferecer a "retranca inteligente" com linhas "de handebol" como resposta.  O futebol está "rock'n'roll, na loucura de Jurgen Klopp. Mas com a sanidade de se adaptar às demandas de cada partida.

Mourinho sempre quis antecipar os cenários. Por isso parece sair de cena como protagonista. A noite em Leipzig foi de passeio para tirar o "Special" do português. Sem se adaptar como um camaleão só resta ser engolido pelos predadores.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Blog do André Rocha