PUBLICIDADE
Topo

Dez livros sobre futebol para ler ou reler

André Rocha

02/04/2020 09h52

 

Imagem: Editora Grande Área

"A Pirâmide Invertida" (2008) – Jonathan Wilson 

Simplesmente a "Bíblia" da evolução tática do futebol. O incansável jornalista mergulha em uma pesquisa sem precedentes na história do esporte, desde o caos total na origem da formação dos times até a inversão do desenho tático, com apenas um atacante e mais jogadores protegendo a própria meta – o que não produziu, necessariamente, um jogo pior. Leitura obrigatória.

"A Bola Não Entra Por Acaso" (2009) – Ferran Soriano

O ex-presidente do Barcelona e atual CEO do Manchester City merece ser lido quando os temas são gestão de futebol e desenvolvimento de uma marca global. Mesmo com o Barça hoje não vivendo momento tão iluminado e o City punido pela UEFA por burlar o fairplay financeiro. Interessante para entender um pouco das estratégias fora do campo de clubes com estruturas gigantescas.

"Febre de Bola" (1992) – Nick Hornby

Não é um livro sobre o Arsenal, como a capa dá a entender. Mas sobre como o futebol pode ser o guia da vida de muita gente e um clube a grande válvula de escape para as nossas derrotas e os empates de todo dia. Quem nunca associou uma data importante a um jogo do seu time de coração? A originalidade da escrita de Hornby para a época torna o livro ainda mais especial.

"Guardiola Confidencial" (2014) / "A Evolução" (2017) – Martí Perarnau

Perarnau simplesmente teve acesso quase irrestrito ao cotidiano de trabalho do maior treinador deste século e um personagem intrigante. Com conhecimento sobre futebol para observar e fazer as perguntas certas e as anotações relevantes sobre a trajetória de Pep Guardiola no Bayern de Munique e no Manchester City. Mesmo com alguns exageros no "culto" ao personagem, são duas obras "gêmeas" e espetaculares.

"Como o Futebol Explica o Mundo" (2004) – Franklin Foer

A melhor pesquisa até hoje realizada para explicar como o futebol se tornou o esporte mais popular do planeta, ganhando uma dimensão maior do que se poderia imaginar para algo que é um jogo, na essência. Jornalismo em estado de arte, talvez o melhor livro-reportagem sobre o futebol, com relatos que apenas comprovam a sua inserção no contexto sócio-político do planeta.

"O Barça" (2012) – Sandro Modeo

Em meio a tantos livros para descrever o maior time do século 21, o de Modeo é o mais completo em relação à base de ideias e ideais que construíram a "identidade Barça". A filosofia de Johan Cruyff atualizada e combinada com outras influências por Pep Guardiola, mas passando por figuras menos conhecidas, como Laureano Ruiz e Vic Buckinham.

"Os 55 maiores jogos das Copas do Mundo" (2010) – Paulo Vinícius Coelho

O maior mérito da pesquisa do PVC foi fugir da tentação brasileira de fechar no próprio umbigo as narrativas sobre os jogos das Copas do Mundo. Nas quais o Brasil ou venceu, ou foi o "campeão moral", ou "perdeu para si mesmo".  As entrevistas com jornalistas de Itália, Argentina, França e Holanda lançam um olhar diferente sobre partidas históricas. Brilhante pesquisa.

"11 Cidades" (2017) – Axel Torres

"Para cada viagem, um só destino: o futebol". Este é o mote do jornalista espanhol para descrever sua paixão pelo esporte e por viagens. Seguindo um roteiro um tanto improvável atrás de personagens díspares, o autor é mais um a mostrar com genialidade o futebol como fenômeno cultural e paixão coletiva. De Londres a Assunção, no Paraguai. Sem fronteiras.

"O Negro no Futebol Brasileiro" (1947) – Mário Filho

O maior clássico da literatura brasileira sobre futebol pela pena do homem que dá nome ao Maracanã não poderia ficar de fora. Apesar do natural, para a época, foco no futebol carioca e da necessidade de contextualização histórica. O relato da entrada do negro em um esporte criado pelos brancos e a forte identidade do país cinco vezes campeão mundial por conta disso, apesar do nosso racismo estrutural.

"Mourinho: Porquê Tantas Vitórias?" (2006) – Nuno Amieiro e vários

Hoje o título pode soar um tanto anacrônico, mas na época do lançamento virou o livro de cabeceira de muitos treinadores e analistas para entender a metodologia e as ideias do então melhor treinador do planeta. Para isso, Nuno e os outros três autores acompanharam Mourinho por uma temporada inteira no Chelsea. Ainda vale muito a leitura, até para entender o que acontece hoje com o português.

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.