PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Bayern e Dortmund reforçam virtudes e aquecem a "decisão" de terça

André Rocha

23/05/2020 15h19

O Bayer Leverkusen do ótimo Kai Havertz emendou a goleada em casa sobre o Werder Bremen por 4 a 1 e supera como visitante o Borussia Mönchengladbach no "confronto direto" pela terceira colocação no triunfo por 3 a 1. Grande "sprint" no retorno da Bundesliga.

Mas a disputa pelo título parece, mais uma vez, limitada a Bayern de Munique e Borussia Dortmund. Duas vitórias para cada lado antes do duelo na terça feira no Signal Iduna Park. Uma "decisão" na competição por pontos corridos.

Em Wolfsburg, a equipe de Lucien Favre não foi tão intensa e fluida quanto no clássico contra o Schalke, nem contou com a inspiração de Haaland na frente, seja como pivô e, principalmente, no ofício de finalizador.

Mas teve a dinâmica ofensiva do 3-4-2-1 que privilegiam o trabalho dos alas. Hakimi e Raphael Guerreiro voam pelos corredores, mas também são capazes de entrar na área simultaneamente para criar ou finalizar. Contam para isso com a movimentação do trio Hazard-Haaland-Brandt e o suporte de zagueiros e meio-campistas para a circulação da bola que entrega volume de jogo.

2 a 0. Gols de Hakimi e Guerreiro. Um em cada tempo. Apesar dos problemas defensivos, principalmente depois da saída de Hummels por lesão. Os problemas físicos são o grande gargalo do Dortmund na luta pelo título. Mas ao menos Favre deve contar de início com Jason Sancho, que novamente entrou na vaga de Brandt e armou o contragolpe do segundo gol, entregando a 17ª assistência no campeonato.

Mesmo número de Thomas Muller, novamente o destaque do líder no triunfo em casa sobre o Eintracht Frakfurt. Desta vez com liberdade de movimentação atrás de Lewandowski no mesmo 4-2-3-1 das últimas partidas. Saindo da direita, que ficou com Coman. Perisic pelo lado oposto, na vaga de Gnabry. Goretzka entrou no lugar de Thiago Alcântara e marcou o primeiro gol. Passe de Muller, que anotou o segundo no primeiro tempo.

A segunda etapa entrou em ritmo de treino com o 27º gol de Lewandowski na Bundesliga logo no primeiro minuto. A senha para o Bayern relaxar e sofrer dois gols em jogadas aéreas de escanteios. Do zagueiro Hinteregger, que já tem oito no campeonato.

Davies,novamente muito presente pelo corredor esquerdo, matou qualquer possibilidade real de reação do Frankfurt e o mesmo Hinteregger se atrapalharia em ataque de Gnabry, que entrou na vaga de Perisic. Gol contra bizarro que levou o jogo de novo para um ritmo mais lento.

O time bávaro apenas administrou os 5 a 2, "vingando" os surpreendentes 5 a 1 do turno. Mantendo a volúpia ofensiva, no ritmo do redivivo Muller.  A grande virada da "Era" Hans-Dieter Flick. Fechando em sete gols marcados e dois sofridos na retomada que manteve os quatro pontos de vantagem no topo da tabela.  Contra seis a favor e nenhum contra para o Dortmund.

Os gigantes alemães aquecem turbinas e reforçam virtudes. Promessa de jogaço na terça.

 

Sobre o Autor

André Rocha é jornalista, carioca e blogueiro do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros “1981” e “É Tetra”. Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Entender de tática e estratégia é (ou deveria ser) premissa, e não a diferença, para qualquer um que trabalha com o esporte. Contato: anunesrocha@gmail.com

Sobre o Blog

O blog se propõe a trazer análises e informações sobre futebol brasileiro e internacional, com enfoque na essência do jogo, mas também abrindo o leque para todas as abordagens possíveis sobre o esporte.

Blog do André Rocha